Ciências Sociais e mercado editorial A coleção “Grandes Cientistas Sociais” no contexto da expansão do ensino superior no Brasil após a Reforma de 1968

Daniel Rodrigues Aurélio

Resumo


Este artigo tem como objetivo delinear o tema, as hipóteses e o quadro teórico central de minha dissertação de mestrado intitulada “Bibliografia Básica: a coleção ‘Grandes Cientistas Sociais’ e a relação entre o mercado editorial e a expansão do ensino superior brasileiro nos anos 1970 e 1980”. A proposta inclui examinar a dinâmica de seleção das obras organizadas por acadêmicos no papel de editores e mediadores, e tentar relacioná-las com a expansão do ensino superior no país, no plano de graduação e pós-graduação, processo decorrente da Reforma de 1968, com o intuito, ainda, de aferir os seus efeitos paradoxais: os impactos da “modernização conservadora” na educação e a contribuição da coleção da Ática para a formação de diferentes gerações de cientistas sociais.

Palavras-chave


Mercado Editorial; Ciências Sociais; Educação; Sociologia no Brasil

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Ponto-e-Vírgula está indexada em:

     

  

ISSN 1982-4807

A revista Ponto-e-Vírgula e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/pontoevirgula. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/pontoevirgula.