A mídia e os formadores de opinião no processo democrático

Marcio Cruz

Resumo


Para se considerar a ideia de uma opinião pública faz-se necessário compreender que ela não surge como fenômeno intrínseco nas relações sociais, ao contrário, é um fenômeno particularmente reconhecido na modernidade. Para a formação de uma opinião pública faz-se necessário considerar também o sujeito pessoal ou coletivo que se comunica na intenção de disseminar no “espaço público” aquilo pelo qual quer que socialmente seja conhecido e compreendido, ou, que seja apropriado por um segmento específico da sociedade; em segundo lugar, que haja meios pelos quais esta comunicação se estenda o mais rápido e na maior abrangência possível a uma massa de pessoas que conjuntamente formam o público alvo desta comunicação. No atual momento da historia é a “mídia” que tem o potencial de construir socialmente uma agenda pública (agenda-setting) de assuntos, temas, personalidades e fatos sociais além da abordagem (enquadramentos) sobre cada um destes assuntos.

Palavras-chave


opinião pública; relações sociais; comunicação; democracia

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Ponto-e-Vírgula está indexada em:

     

  

ISSN 1982-4807

A revista Ponto-e-Vírgula e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/pontoevirgula. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/pontoevirgula.