Crianças-soldado na América Latina: o caso colombiano

Júlia Battistuzzi Penachioni

Resumo


O presente artigo analisa a situação das crianças que são aliciadas como soldados em meio a conflitos armados na América Latina, especialmente na Colômbia**. Embora exista um aparato normativo que busca assegurar os direitos das crianças, observa-se atualmente um crescimento de crianças envolvidas em conflitos armados, que são levadas a abandonar sua infância para sobreviver. A Colômbia, por ser palco de conflitos domésticos há mais de cinquenta anos, conta com diversos casos de recrutamento de menores, principalmente por guerrilhas como as FARC e o ELN e grupos paramilitares; e todos os grupos armados presentes no conflito doméstico estão envolvidos em violações dos direitos humanos. Em meio a diversas acusações em âmbito internacional, Colômbia está atualmente sob exame prévio do Tribunal Penal Internacional, que acompanha a efetividade dos procedimentos da justiça doméstica no país, referentemente ao julgamento de perpetradores de direitos humanos.

Palavras-chave


Crianças-soldado; direitos humanos; Colômbia; Tribunal Penal Internacional.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Ponto-e-Vírgula está indexada em:

     

  

ISSN 1982-4807

A revista Ponto-e-Vírgula e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/pontoevirgula. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/pontoevirgula.