Mídia, infância e cotidiano: a ressignificação de conteúdos eróticos e sexuais por crianças em contextos populares

Jacqueline Sobral

Resumo


Este artigo tem como objetivo refletir sobre os usos sociais e apropriações que crianças moradoras de uma comunidade na zona oeste de São Paulo fazem de conteúdos eróticos e sexuais veiculados na mídia, contestando uma perspectiva funcionalista de causa e efeito, que percebe a criança como um "ser passivo". Os depoimentos foram colhidos durante um estudo de recepção de orientação etnográfica, realizado com base em paradigmas que percebem a criança como sujeito, ainda que em formação, que não só é influenciada pelo mundo adulto, mas também dialoga, influencia, constrói significados próprios e produz sua própria cultura.

Palavras-chave


Estudos de recepção; infância; mídia; erotismo

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Ponto-e-Vírgula está indexada em:

     

  

ISSN 1982-4807

A revista Ponto-e-Vírgula e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/pontoevirgula. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/pontoevirgula.