O cultivo da atenção: uma experiencia com crianças de 4 e 5 anos

Regina Buccini Pio Ribeiro, Aurino Lima Ferreira

Resumo


O presente artigo apresenta questões inerentes a uma experiência formativa do cultivo da atenção. O conceito de cultivo da atenção e as práticas a ele relacionadas surgem nas áreas da psicologia e das ciências cognitivas a partir de pesquisas que estabelecem interlocução com as tradições contemplativas orientais, as quais concebem a atenção como um potencial humano a ser cultivado no processo de conhecimento de si e do mundo. As articulações provenientes dessas pesquisas acabam por alargar o conceito de atenção e ampliar sua relação com a aprendizagem, comungando, assim, com visões, na área da educação, que lançam luz à complexidade dos processos atencionais. O estudo aqui apresentado refere-se a um projeto piloto de cultivo da atenção, realizado com crianças de 4 a 5 anos, em uma instituição de ensino não formal. Para tanto, utilizou o método da observação participante, em uma pesquisa qualitativa de cunho fenomenológico. A observação, contato com a experiência vivida, desdobrou-se na análise de três cenas significativas. Apresentamos neste relato de pesquisa a leitura e compreensão das diversas unidades de significado que se destacaram em uma das cenas, por estabelecerem uma relação entre a noção de cultivo e práticas lúdicas em um ambiente formativo. Neste sentido, o diálogo entre o cultivo da atenção e práticas educativas favorece a constituição de bases pedagógicas para a compreensão dos processos de atenção e os meios para a aprendizagem da atenção.

Palavras-chave


atenção, cultivo, experiência formativa, observação participante

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.