A criança pesquisada: uma análise de artigos científicos em psicologia

Mariana Mannes

Resumo


O objetivo da presente pesquisa foi compreender o lugar que as crianças ocupam nas pesquisas científicas em Psicologia. A revisão sistemática da literatura científica em base de dados foi o método adotado para atingir esse objetivo. Periódicos indexados na base de dados Scientific Library Online (ScieLO) e classificados com conceito A1 ou A2 em Psicologia pela avaliação da Capes foram selecionados para realização da busca. Dentre os 644 artigos analisados, 347 (51,1%) utilizam métodos de pesquisa nos quais a criança é o sujeito que fornece as informações pretendidas. Contudo, em 42,31% desses artigos o único instrumento de coleta de dados são testes. A criança pesquisada em 67,45% dos artigos está em relação com alguma instituição, fenômeno ou condição: crianças em relação com a escola e supostos transtornos (25,05% do total), crianças e relações saúde-doença (10,65%) e crianças e deficiências (6,50%). Considera-se que, apesar de os psicólogos conferirem lugar às crianças nas pesquisas, o fazem predominantemente por meio de testes, o que também pode ser uma forma de silenciá-las.

Palavras-chave


psicologia; criança; infância; revisão de literatura; testes

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.