Envelhecimento profissional nas trajetórias de professores engenheir

Maria Auxiliadora Ávila dos Santos Sá, Laurinda Ramalho de Almeida

Resumo


O envelhecimento populacional e a longevidade profissional estimularam o revistar de pesquisa sobre as trajetórias de professores engenheiros, realizada mediante entrevistas biográficas com três gerações de professores: 1ª) com até 10 anos na docência; 2ª) entre 10 e 20 anos; 3ª) com até 30 anos. As transcrições foram organizadas em biogramas, que superpostos possibilitaram identificar cinco momentos comuns: 1) pré-inicial, período que precedia a entrada na carreira docente; 2) inicial, constituído pela entrada, adaptação e estabilização, culminando com o comprometimento ou a saída da docência; 3) intensa dedicação à administração, à pesquisa e/ou ao ensino; 4) revisão de vida, caracterizada por intensa dedicação e crise ou transição; 5) expectativa pela aposentadoria e/ou pela continuidade da carreira sob uma nova perspectiva. As alterações na docência em Engenharia ao longo de três décadas indicaram que pesquisas mais abrangentes trarão contribuições para a formação do professor do ensino superior.

Palavras-chave


desenvolvimento humano; formação; professores; engenheiros

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.