Psicologia, linguística e fracasso escolar: percepção de construção de conhecimento e uso da língua

Tatiana Bezerra Fagundes

Resumo


Este artigo é um estudo de natureza teórico-conceitual em que se problematizam alguns pressupostos presentes no campo da Psicologia e da Linguística e a sua relação com o fracasso escolar dos sujeitos sociais que se encontram nas escolas atualmente. Busca-se compreender em que medida esses pressupostos ressoam nas teorias que procuram alicerçar as bases da construção do conhecimento e do uso da língua por diferentes sujeitos e como se constituíram como verdade, deixando à margem uma parcela significativa da população, relegada ao submundo do não-falar e não-pensar. A partir dessa análise, tornam-se evidentes os contornos de um projeto sociocientífico que viria a contribuir para justificar os diferentes rendimentos dos alunos e seu fracasso na escola indo de encontro às suas necessidades de aprendizado escolar. Nesse contexto, aponta-se a emergência de estudos que possam gerar juízo críticos e críveis a respeito da pluralidade de construção de conhecimento e de línguas de modo a alargar as possibilidades de desenvolvimento humano e dos processos de ensino-aprendizagem.

Palavras-chave


Psicologia; Linguística; produção de conhecimento; língua; fracasso escolar

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.