DIMENSÕES DA PRÁTICA COTIDIANA E (DES)HUMANIZAÇÃO DO POLICIAL MILITAR

Maria de Fátima Quintal de Freitas, Marcos Roberto de Souza Peres, Valdir Goedert Filho

Resumo


A relação da polícia militar com a sociedade tem se caracterizado por situações de frequente tensão. Nessassituações pode também ser encontrado um processo de desumanização do policial militar, o que não contribuipara o estabelecimento de parcerias entre a polícia e a comunidade. A partir da observação de situações docotidiano desses profissionais, este estudo objetivou identificar e analisar as condições concretas do cotidiano detrabalho que potencializam a (des)humanização. São descritas algumas condições e adversidades da atividadepolicial, reunindo-se a observação de cinco relatos de experiências pessoais, vividas por policiais militares doParaná. Sob a ótica dos pressupostos da polícia comunitária, da educação e da psicologia social comunitária,pretende-se discutir o processo de naturalização nas relações entre sociedade e policiais militares e algunsimpactos no dia a dia, condição resultante de diferentes interesses políticos e ideológicos. Ao se problematizaresses aspectos busca-se o encontro de possibilidades para relações mais justas e humanas entre a polícia e acomunidade.

Palavras-chave


prática cotidiana do policial militar; desumanização do trabalho; psicologia social comunitária

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.