Modernidade anômala e pré-escola: análise de uma relação pedagógica e sua repercussão na ontogênese da consciência infantil

Gisele Toassa

Resumo


Relata-se, neste artigo, pesquisa em uma escola pública de educação infantil localizada no interior de São Paulo. A partir de um referencial teórico histórico-cultural, os principais conceitos utilizados foram consciência, significado (significação), sentido, posição interna, atividade e jogo protagonizado. À guisa de métodos, realizaram-se: uma entrevista, observação participante, análise das atividades escolares e seus produtos, e três situações experimentais. Os resultados apontam a ontogênese de consciências caracterizadas pela submissão e individualismo, produtoras de sentidos nos quais se evidenciava a constituição de uma hierarquia social clientelista, na qual público e privado se sobrepunham. Esses aspectos foram mote para análise da inserção da escola pesquisada na história e presente da educação infantil - parte de uma sociedade compreensível por meio do conceito de "modernidade anômala", elaborado pelo sociólogo José de Souza Martins.

Palavras-chave


psicologia histórico-cultural; consciência; desenvolvimento psicossocial; modernidade anômala; educação infantil

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.