FORMAÇÃO DE PSICÓLOGOS PARA A EDUCAÇÃO: CONCEPÇÕES DE DOCENTES

Flaviana Franco Naves, Silvia Maria Cintra da Silva, Anabela Almeida Costa e Santos Peretta, Fabiana Barbosa Marques Nasciutti, Larice Santos Silva

Resumo


As Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) de 2004 para a formação em Psicologia deram início a mudanças e reformulações nos currículos, projetos pedagógicos e cotidiano dos cursos. A presente pesquisa teve como objetivo compreender as concepções de docentes sobre a formação do psicólogo, com destaque para a ênfase em processos educativos, bem como seu entendimento sobre as repercussões das DCN no cotidiano dos cursos de Psicologia. O estudo foi realizado em cinco Instituições de Ensino Superior (IES), sendo três públicas e duas privadas,no Estado de Minas Gerais e teve como participantes 13 professores. Foram realizadas entrevistas e, a partir delas, foram elaboradas três categorias para a análise: Diretrizes Curriculares Nacionais; Formação do Psicólogo e Formação do Psicólogo para Atuação no Campo da Educação. Pode-se concluir que: - o professor, como ator fundamental do processo formativo, precisa se inteirar da legislação que rege o curso; - é imprescindível que as IES promovam espaços de discussão sobre os documentos, pois a implementação destes necessita ser fruto de um trabalho coletivo, que conte com a participação dos docentes. Por fim, destaca-se a urgência em formar psicólogos escolares críticos, que considerem a complexidade dos fenômenos educativos em sua atuação.

Palavras-chave


psicologia escolar, professores universitários, formação do psicólogo, psicologia educacional, currículo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/2175-3520.20170007

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.