AUTORREGULAÇÃO NA APRENDIZAGEM: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO NO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS

Joana Carneiro Pinto, Liliana Faria, Helena Rebelo Pinto

Resumo


Este estudo avalia as qualidades psicométricas do Questionário de Autorregulação da Aprendizagem (QARA; Williams & Deci, 1996)e analisa diferenças em estudantes do ensino superior português. Participaram 171 adultos (147, 86,0% mulheres), com uma idade média de 24,70 anos (Min-Max:17-53; DP= 8,56), aos quais foi administrado o QARA, constituído por 12 itens que avaliam o grau de participação no curso de ensino superior, e as possíveis razões para esse envolvimento, de acordo com uma regulação controlada versus autónoma. A análise fatorial exploratória indica a existência de dois fatores que explicam 50% da variância total dos itens. Registram-se diferenças estatisticamente significativas em função do sexo na regulação controlada, e em função da idade na regulação autónoma e na regulação controlada. Não se verificam diferenças em função da média académica, da satisfação académica, ou da satisfação com a vida em geral. Retiram-se implicações para o aprofundamento desta linha de investigação

Palavras-chave


autorregulação, aprendizagem, ensino superior.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/2175-3520.20160001

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.