O problema da individuação das representações sociais: uma perspectiva interdisciplinar

José Antonio Castorina, Alicia Viviana Barreiro

Resumo


O problema da individuação envolve todo pesquisador que utilize as representações sociais para explicar fenômenos psicológicos. Contudo, a psicologia social não pode esclarecer o seguinte problema: Como os indivíduos participam na apropriação das representações produzidas na comunicação e na interação social? Neste trabalho tentaremos compreender tal processo mediante a análise dos argumentos oferecidos pelas principais referências no tema. Moscovici definiu as representações sociais como constitutivas da identidade dos indivíduos, mas não se ocupou de seu processo de apropriação porque considerada que esta tarefa corresponde à psicologia do desenvolvimento. Seguindo esta linha, Duveen levou a cabo a articulação entre ambas disciplinas e postulou que os indivíduos reconstroem ativamente as representações sociais ao se apropriarem delas. Desse modo, Valsiner tenta explicar este processo desde a perspectiva da psicologia cultural do desenvolvimento, entendendo as representações sociais como ferramentas culturais que desempenham uma função adaptativa acerca do futuro. A partir da análise dos argumentos dos três autores, concluímos que o estudo deste processo requer um trabalho interdisciplinar, sustentado em um marco epistêmico comum, caso contrario, se abordado a partir das disciplinas mencionadas de forma independente é inevitável cair em reducionismos.

Palavras-chave


representações sociais; individuação; interdisciplina

Texto completo:

PDF (Español (España))

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.