De que infância nos fala a psicologia do desenvolvimento? Algumas reflexões

Betina Hillesheim, Neuza Maria de Fátim Guareschi

Resumo


Considerando-se a infância como uma invenção da Modernidade, este artigo visa discutir como a Psicologia – a partir da análise de uma subespecialidade: a psicologia do desenvolvimento – toma a infância como objeto de estudo. Para isso, propõe-se problematizar a idéia de uma suposta natureza infantil, mostrando como as características naturalmente associadas à infância relacionam-se à produção de saberes sobre as crianças, que não só descrevem, mas produzem um sujeito infantil a partir de classificações e critérios de normalidade/anormalidade. Desse modo, pode-se entender que o discurso psicológico sobre a infância circunscreve determinados modos de ser criança e não outros, sendo que a emergência dos estudos sobre a infância veio marcar, no campo da Psicologia, a necessidade de dar conta das tarefas de predição e controle, aliando-se às práticas de intervenção e regulação social.

Palavras-chave


psicologia do desenvolvimento; infância; Modernidade

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.