Dimensões espaço-temporais na percepção dos problemas ambientais: uma aproximação ao conceito de hipermetropia ambiental

Ricardo García Mira

Resumo


Os problemas ambientais são percebidos como mais preocupantes quanto mais longe do indivíduo têm lugar. Esse fenômeno foi chamado "hipermetropia ambiental" (Uzzell et alii, 1994; Uzzell, 2000). Com efeito, alguns estudos têm demonstrado que os problemas ambientais locais são entendidos como menos importantes que os problemas ambientais gerados noutros lugares, como, por exemplo, o aquecimento global ou o desflorestamento da Amazônia, a menos que o problema implique um risco imediato. Este trabalho é parte de um programa de investigação mais amplo, que tenta analisar variáveis mais relevantes na formação das atitudes pró-ambientais. Mais concretamente, a nossa intenção é explorar a diferença entre as atitudes em relação ao meio ambiente global e local. Apresentamos um estudo de avaliação de diversos problemas ambientais, em que, através de 12 escalas, foi medida a importância desses problemas numa amostra de estudantes. Os resultados, interpretados mediante técnicas de análise multidimensional, permitiram-nos estabelecer dimensões temporais e espaciais na percepção dos problemas ambientais. O trabalho possibilita não só a exploração da representação social dos problemas ambientais, mas também o estabelecimento de prioridades e recomendações a ter em conta em futuros programas de educação ambiental.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: