Caracterização das demandas de psicodiagnóstico infantil em uma clínica-escola de São Paulo

Lucilena Vagostello, Daiana Santana Monteiro Albuquerque, Fernanda Teodoro Queiroz, Gabriela Pacheco Lopes, Letícia Vieira Silva

Resumo


O presente estudo objetivou caracterizar a clientela infantil atendida em avaliação psicodiagnóstica, no período de 2007 a 2013, em uma clínica-escola de Psicologia, na cidade de São Paulo. Trata-se de uma pesquisa documental, de natureza quantitativa, realizada por meio de levantamento e análise de livros, fichas de inscrição e prontuários de crianças atendidas. Do total de crianças inscritas (N=150), 67,4% eram do sexo masculino, encaminhados por profissionais da saúde. As queixas escolares foram frequentes em meninos e meninas, juntamente com queixas de reações emocionais às relações familiares. O índice de evasão foi elevado (51,3%), mas compatível com outras pesquisas da área. Em relação ao diagnóstico, as reações emocionais às relações familiares foram as problemáticas mais frequentes.


Palavras-chave


avaliação psicológica; clínica infantil; serviços-escola de psicologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2594-3871.2017v26i1p.41-58

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2017 Psicologia Revista. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde. ISSN 1413-4063

ISSN Impresso: 1413-4063
ISSN Eletrônico: 2594-3871


Psicologia Revista  está indexada em: