A SOLIDEZ DA ESPIRITUALIDADE SÁLMICA DIANTE DA SOCIEDADE LÍQUIDA ATUAL

Rafael Gouvêa Domingues

Resumo


Este artigo almeja elucidar o valor do aperfeiçoamento da fé cristã por meio de fundamentações, de modo a salvaguardá-la de certo reducionismo ao plano imanente e temporal, apontando para a existencialidade do ser cristão que perscruta o que é escatológico. O itinerário proposto se perfaz pela consciência autêntica de pecado, de tal modo que o pecador se reconheça como tal e experimente a presença salvadora de Deus, em âmbito tanto pessoal quanto comunitário-social. A metodologia empregada constituiu-se em pesquisa bibliográfica e eletrônica afins ao tema alvitrado. Basilarmente utilizou-se de alguns autores renomados como Zygmunt Bauman na expressividade da modernidade líquida; de Luís Alonso Schökel, na abordagem bíblica; de vários pronunciamentos do Magistério da Igreja Universal e Latino-Americana, além das referências à Sagrada Escritura. O percurso transitou da liquidez presente na realidade hodierna até a solidez da espiritualidade, mais especificamente do povo de Israel por meio dos Salmos, na revisitação de tal gênese espiritual. Dentre estes, optou-se pela esfera penitencial, detendo-se mais no Salmo 32(31). Concluiu-se a vigência de uma espiritualidade arraigada e permanente, mediante o cultivo da comunhão com Deus, assegurando pilastras mestras para vivenciar a fé ampliadamente em meio às fugacidades da contemporaneidade.


Palavras-chave


Espiritualidade; Salmos; Sociedade Líquida; Pecado; Magistério da Igreja

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2177-952X.2018v12i22p104-112

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A REVELETEO está indexada em:

Presente nas seguintes Bibliotecas: