Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Apresentação

A REVER: Revista de Estudos da Religião é uma publicação quadrimestral. Seus objetivos são informar o leitor sobre a pesquisa corrente (em especial no Brasil) e propiciar uma discussão metateórica em torno da Ciência da Religião. Ao mesmo tempo, a REVER pretende servir de elo com a discussão acadêmica internacional, abrindo espaço para artigos de autores de outros países. Cada número da REVER traz uma Seção temática que reúne artigos sobre um assunto específico. Outros artigos incluídos na parte principal da revista estão na seção Intercâmbio. A seção Subsídios oferece texto uteis para o ensino universitário na área de Ciência da Religão. Em Fórum, o leitor encontrará textos pontuais sobre temas diversos relacionados ao estudo das religiões. Outros textos e informações de interesse estão na seção Resenhas. Os números lançados entre 2001 e 2010 foram arquivados e continuam a ser acessíveis através do link www.pucsp.br/rever. Nessa página clique em "arquivo".

 

Políticas de Seção

Seção Temática

Somente aceitamos artigos para as seções temáticas que estejam dentro do prazo de submissão descritos na página inicial de nosso site.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Intercâmbio

Artigos de temática livre devem ser encaminhados para esta seção.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Subsídios

Esta seção divulga questões epistemológicas e metodológicas de fundo em Ciência da Religião

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Fórum

A seção fórum tem por objetivo apresentar entrevistas, artigos de opinião, relatos de eventos acadêmicos e diálogos de interesse para a ciência da religião.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Os livros resenhados devem conter ISBN e numeração de página. As resenhas devem ser de livros lançados nos últimos 3 anos, e a análise deve explicar por que a obra é importante para a ciência da religião.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A REVER: Revista de Estudos da Religião possui uma política de avaliação dividida em duas etapas. Na primeira etapa, os artigos são avaliados pelo cumprimento das normas da revista. Após esta etapa, os artigos são encaminhados para avaliação referente ao conteúdo propriamente dito, para no mínimo dois avaliadores que não residam no mesmo estado dos autores do manuscrito. A primeira etapa de avaliação é feita pelo próprio corpo editorial da revista. A segunda etapa é feita por especialistas na temática das submissões recebidas, seguindo os critérios de avaliação cega tal como preconizado pela CAPES. Os autores podem receber solicitações de adequação dos artigos em ambas as etapas de avaliação. A adequação ao parecer da primeira etapa não garante que o conteúdo do artigo será aprovado durante a segunda etapa de avaliação. No geral, artigos de temática livre (seção Intercâmbio) tendem a demorar mais para serem avaliados, visto o número de artigos que recebemos continuamente. A nominata dos avaliadores é disponibilizada na apresentação de cada número publicado pela REVER.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Normas de publicação

1.    Recebemos textos inéditos em português, inglês ou espanhol para as seguintes seções: dossiês temáticos (especificar qual dossiê), intercâmbio (tema livre), subsídios (comunicações breves), fórum, e resenhas.

2.    Artigos de viés teológico devem ser submetidos a uma revista especializada em teologia

3.    Os textos devem ser impreterivelmente submetidos na página eletrônica da revista após o cadastro como autor (http://revistas.pucsp.br/index.php/rever/user/register), seguindo os passos de submissão. Não aceitamos submissões via e-mail.

4.    No cadastro via página eletrônica da revista, o nome e sobrenome de todos os autores do artigo devem ser cadastrados. Em caso de mais de um autor, utilize o botão “incluir autor”.

5.    Todos os autores devem ter cadastro ORCID (disponível gratuitamente em http://orcid.org).

6.    No campo “Resumo da Biografia”, inserir a titulação mais alta do autor (lembrando que pós-doutorado não é titulação) e o vínculo institucional atual do autor, com a função que ele desempenha. P. ex. Doutor em Ciência da Religião (PUC-SP). Professor do PPG em Ciência da Religião da UFJF.

7.    Os textos devem estar em formato DOCX ou DOC.

8.    O layout da página deve ser Papel A4, orientação retrato, alinhamento justificado, fonte Times New Roman 12 com espaçamento entrelinhas de 1,5. As margens superior e inferior devem ter 2,5 cm. As margens direita e esquerda devem ter 3,0 cm.

9.    Citações diretas longas devem estar em Times New Roman 10 com espaçamento entrelinhas simples e recuo de 4 cm da margem esquerda.

10.    Os artigos devem respeitar a seguinte sequência: Título // Título traduzido // Resumo // Palavras-chave // Resumo traduzido // Palavras-chave traduzidas // Introdução // Texto com subtítulos // Conclusão // Referências.

11.    O título do artigo deve estar em caixa alta e negrito. Se o artigo for escrito em português, o título deve ser traduzido para o inglês, em caixa alta e itálico. Se o artigo for escrito em espanhol ou inglês, o título deve ser traduzido para o português, em caixa alta e itálico.

12.    O resumo não deve ultrapassar 10 linhas. O resumo deve conter o objetivo do artigo, a metodologia ou recorte utilizado, os dados colhidos e um breve resumo das análises efetuadas. As palavras-chave devem ser separadas por ponto. Utilize entre 3 a 6 palavras-chave. Se o artigo for escrito em português, o resumo deve ser traduzido para o inglês. Se o artigo for escrito em inglês ou espanhol, o resumo deve ser traduzido para o português.

13.    Ao produzir a versão em inglês do resumo, título e palavras-chave, atente-se que a tradução correta para “ciência da religião” é “study of religion”, e para “ciências da religião” é “religious studies”. Ainda que “science of religion” tenha sido utilizado no início da história da disciplina, os nativos da língua inglesa terão dificuldade em entender este termo hoje.

14.    Não utilize tradutores automáticos da Internet para traduzir o título, o resumo e as palavras-chave do manuscrito.

15.    O nome do(s) autor(es) não deve(m) constar no documento enviado para avaliação. Além disso, informações de identificação dos autores também devem ser retiradas das propriedades do DOCX. Caso o manuscrito possua formas de identificar a autoria no corpo do texto, isso pode justificar recusa do trabalho pela comissão avaliadora.

16.    Artigos para as seções temáticas e intercâmbio devem ter entre 15 e 20 páginas, incluindo já as figuras, tabelas e lista de referências. Relatórios e comentários para a seção fórum devem ter entre 3 e 10 páginas. As resenhas devem ter no máximo 5 páginas. Textos que ultrapassarem esses limites poderão não ser autorizados pela comissão editorial.

17.    As resenhas devem ter como título o nome completo do(s) autor(es) do livro, o título completo da obra, o número da edição da obra, a cidade da editora, o nome da editora e o ano de lançamento da obra. Além disso, é necessário conter o ISBN e o número de páginas do livro.

18.    No caso das resenhas, a REVER prioriza livros recém-publicados (últimos dois anos) e classificáveis nos níveis L3 e L4 da Área de Avaliação 44 da CAPES, ou que sejam relevantes para a Ciência da Religião no geral. Nesse sentido, pede-se que para além de um simples resumo da obra, que os resenhadores apresentem-nas no escopo mais geral dos estudos da religião, e preferencialmente no foco mais específico da Ciência da Religião.

19.    Deve-se evitar ao máximo as notas de rodapé. Se notas de rodapé forem utilizadas, elas não devem possuir mais do que três linhas. As notas de rodapé não devem ser utilizadas para referencias. Não utilize as notas de rodapé para listar fontes da Internet. Essa informação deverá constar na lista de referências ao final do artigo, como qualquer outra fonte bibliográfica. Artigos com excesso de notas de rodapé ou que não seguem às normas poderão ser recusados pela comissão editorial ou ter as notas cortadas no processo de diagramação.

20.    Caso o artigo não contenha obras dos últimos 5 anos, explicar como o estado da questão foi elaborado, justificando por que não foram utilizadas obras dos últimos 5 anos no projeto.

21.    Somente as citações que figuram no texto devem ser listadas nas referências. A referência a autores deve ser feita ao longo do texto em caixa baixa, no seguinte modelo: (Sobrenome, ano, página); Ex.: (Berger, 1992, p. 65). Não utilizar o modelo de caixa alta. No caso de títulos do mesmo autor publicados no mesmo ano, adicione letras minúsculas em ordem alfabética após a indicação do ano; ex: (Desroche, 2015a), (Desroche, 2015b) etc. No caso de títulos de mesmo sobrenome publicados no mesmo ano, mas de autores diferentes, adicione a primeira letra do pré-nome; ex. (M. Costa, 2016), (L. Costa, 2016).

22.    Não utilize as expressões latinas a seguir: opus citatum / opere citato / op. cit. / ibidem / ibid. / idem / id. / loco citato / loc. cit. Refaça as citações novamente nos casos em que tais expressões deveriam ser utilizadas.

23.    Articles should not have headings or epigraphs. If the manuscript is accepted by the reviewers and it contains epigraphs, they will be excluded.

24.    Em caso de autoria repetida em mais de uma obra, não utilize o padrão de seis subtraços (________) para substituir o nome do autor. Repita o nome do autor em todas as obras na lista de referências.

25.    A lista de referências ao final do texto deve constar com espaço entrelinhas simples e seguir estritamente os modelos abaixo.


Livro: ex: BERGER, Peter. O dossel sagrado: elementos para uma teoria sociológica da religião. São Paulo: Paulus, 1985.


Organização de livro: ex: TEIXEIRA, Faustino; MENEZES, Renata (Org.). As religiões no Brasil: continuidades e rupturas. Petrópolis: Vozes, 2006.


Capítulo de livro: ex.: MONTERO, Paula. Religiões e dilemas da sociedade brasileira. In: MICELI, Sergio (Org.). O que ler na ciência social brasileira. v. 1. São Paulo: Sumaré; Brasília: ANPOCS/CAPES, 1999, pp.327-367.


Artigo: ex.: SANCHIS, P. Inculturação? Da cultura à identidade, um itinerário político no campo religioso: o caso dos agentes de pastoral negros. Religião e sociedade, v. 20, n. 2, Rio de Janeiro, p.55-72, 1999.


Tese ou dissertação: ex: RADÜNZ, Roberto. A terra da liberdade: o protestantismo luterano em Santa Cruz do Sul no século XIX. 120f. Tese (Doutorado em História), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.


Texto de jornal: ex: TOURAINE, Alain. O recuo do islamismo político. Folha de São Paulo, São Paulo, 23 set., 2001, Mais!, p.13.


Trabalho publicado em anais de eventos: ex: USARSKI, Frank. O pesquisador como benfeitor? Reflexões sobre os equívocos da ciência prática da religião e sua alternativa. In: SEMINÁRIO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO APLICADA, 2., 2018, São Paulo. Anais...


Sites: ex: SBNAT; ABRANA; APANAT. Diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em Naturologia. 2017. Disponível em: <http://www.naturologia.org.br/diretrizescurriculares/>. Acesso em: 21 set. 2018.


Decretos e leis: SANTA CATARINA. Decreto nº. 5.572, de 27 de agosto de 2002. Reconhece curso de educação superior. PUB DOSC, Florianópolis, p. 3, 2002.



A Comissão Editorial reserva o direito, em pré-avaliação, de apontar correções e complementações necessárias nos trabalhos recebidos, devolvendo-os aos autores para sua devida adequação às normas da REVER. Após autorização da pré-avaliação o texto então segue para avaliação de um parecerista externo.

 

Author guidelines

1.    We receive unpublished texts in Portuguese, English or Spanish.

2.    Articles with theological bias should be submitted to a journal of theology.

3.    The texts must be submitted via the journal’s webpage, following the submission steps. We do not accept submissions via e-mail.

4.    When submitting a new paper, one must register the name and surname of all its authors.

5.    All authors must have an ORCID (available for free at http://orcid.org).

6.    In the author’s “Biography,” insert the highest degree and the current institutional bond. E.g., Doctor of Study of Religion (PUC-SP). Professor of Study of Religion at UFJF.

7.    The texts must be in DOCX or DOC.

8.    Page layout should be A4 paper, portrait orientation, justified alignment, Times New Roman 12 font, 1.5 line spacing. The upper and lower margins should be 2.5 cm. The right and left margins should be 3.0 cm.

9.    Long direct quotations should be in Times New Roman 10, single line spacing, and indentation of 4 cm from the left margin.

10.    The articles must follow the following sequence: Title // Translated title // Abstract // Keywords // Translated abstract // Translated keywords // Introduction // Text with subsections // Conclusion // References.

11.    The title of the article should be in bold upper case. If the article is written in Portuguese, the title must be translated into English, in italic upper case. If the article is written in Spanish or English, the title should be translated into Portuguese, in italic upper case.

12.    The abstract should not exceed 10 lines. The summary shall contain the purpose of the article, its methodology, the data, and a summary of the analyses carried out. Keywords should be separated by a period. Use 3 to 6 keywords. If the article is written in Portuguese, the abstract should be translated into English. If the article is written in English or Spanish, the abstract should be translated into Portuguese.

13.   The terms “Religionswissenschaft”, “Study of religion(s)” and “Religious studies” must be translated as “ciência da religião” in Portuguese. The terms “scholar of religion(s)” and “Religionswissenschaftler” must be translated as “cientista da religião” in Portuguese.

14.    Do not use automatic Internet translators to translate the title, the abstract and the keywords of your paper.

15.    The name(s) of the author(s) should not appear in the document sent for evaluation. Also, information identifying the authors must also be taken from the properties of the DOCX. If the manuscript has ways to identify the authorship in the body of the text, this may justify the refusal of the work by the evaluation committee.

16.    Original articles should be 15 to 20 pages long, including figures, tables, and references list. Reports and comments should be 3 to 10 pages long. Reviews should not exceed 5 pages. The editorial committee may not authorize texts that exceed these limits.

17.    Reviews should have as title the full name of the author(s) of the book, the full title of the volume, the edition number of the work, the city of the publisher, the name of the publisher and the year the work was released. Besides, it is necessary to contain the ISBN and the total number of pages of the book.

18.    Regarding reviews, we prioritize recently published books (last two years) that are relevant to the Study of Religion. In this sense, it is requested that beyond a simple summary, the reviewers must present the work in relation to a more general scope of the Study of Religion.

19.    Footnotes should be avoided as much as possible. If footnotes are used, they should have no more than three lines. Footnotes should not be used for references. Do not use the footnotes to list Internet sources. This information should be included in the list of references at the end of the article, like any other bibliographic source. The editorial committee may reject articles with excessive footnotes, or omit some of the footnotes.

20.    If the article does not contain references from the last 5 years, one must justify why works from the last 5 years is not part of the state of the art.

21.    Only the citations that appear in the text should be listed in the references. References to authors should be made throughout the text in lower case, in the following model: (Last name, year, page); Ex.: (Berger, 1992, p. 65). Do not use the upper-case model. In the case of titles of the same author published in the same year, add lowercase letters in alphabetical order after the indication of the year; ex: (Desroche, 2015a), (Desroche, 2015b), etc. In the case of titles with the same surname published in the same year, but from different authors, add the first letter of the given name; e.g. (Desroche, 2015a), (Desroche, 2015b), etc. (M. Costa, 2016), (L. Costa, 2016).

22.    Do not use the following Latin expressions: opus citatum / opere citato / op. cit. / ibidem / ibid. / idem / id. / loco citato / loc. cit.

23.   

24.    The list of references at the end of the text should appear with a single space between the lines and strictly follow the models below.

 

Book: ex: BERGER, Peter. O dossel sagrado: elementos para uma teoria sociológica da religião. São Paulo: Paulus, 1985.


Book editor: ex: TEIXEIRA, Faustino; MENEZES, Renata (Org.). As religiões no Brasil: continuidades e rupturas. Petrópolis: Vozes, 2006.


Book chapter: ex.: MONTERO, Paula. Religiões e dilemas da sociedade brasileira. In: MICELI, Sergio (Org.). O que ler na ciência social brasileira. v. 1. São Paulo: Sumaré; Brasília: ANPOCS/CAPES, 1999, pp.327-367.


Article: ex.: SANCHIS, P. Inculturação? Da cultura à identidade, um itinerário político no campo religioso: o caso dos agentes de pastoral negros. Religião e sociedade, v. 20, n. 2, Rio de Janeiro, p.55-72, 1999.


Dissertation or thesis: ex: RADÜNZ, Roberto. A terra da liberdade: o protestantismo luterano em Santa Cruz do Sul no século XIX. 120f. Tese (Doutorado em História), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003.


Maganizes: ex: TOURAINE, Alain. O recuo do islamismo político. Folha de São Paulo, São Paulo, 23 set., 2001, Mais!, p.13.


Proceedings: ex: USARSKI, Frank. O pesquisador como benfeitor? Reflexões sobre os equívocos da ciência prática da religião e sua alternativa. In: SEMINÁRIO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO APLICADA, 2., 2018, São Paulo. Anais...


Sites: ex: SBNAT; ABRANA; APANAT. Diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em Naturologia. 2017. Disponível em: <http://www.naturologia.org.br/diretrizescurriculares/>. Acesso em: 21 set. 2018.


Laws: SANTA CATARINA. Decreto nº. 5.572, de 27 de agosto de 2002. Reconhece curso de educação superior. PUB DOSC, Florianópolis, p. 3, 2002.



The Editorial Board reserves the right to point out corrections and necessary complementations. We may return it to the authors for due adaptation. The text is sent to an external reviewer for evaluation only after this step.