A leitura bíblica dos pentecostais e a noção de performance

David Mesquiati de Oliveira

Resumo


Busca-se abordar neste texto o aspecto do fervor religioso pentecostal percebido especialmente na forma como este grupo lê a Bíblia. Tal recorte possibilitará perceber peculiaridades dessa espiritualidade e poderá contribuir para o estudo do fenômeno pentecostal. Ao contrário da maioria das formas de Protestantismo, no mundo pentecostal a noção da centralidade da Bíblia não ocorre preferencialmente pela via cognitiva (sistematização), mas sim pela via da experiência (sensorial), encenando as Escrituras como palavra viva, ao que chamam de “Palavra de Deus”, em que os textos bíblicos são performatizados, recriando novas realidades. Essa visão gera uma preferência pelo gênero narrativo, tanto nas escolhas de leituras bíblicas quanto na pregação. Essa ação é denominada aqui de performance da Palavra e considera a forma como os pentecostais leem a Bíblia, bem como sua visão de mundo. A abordagem metodológica utilizada foi a revisão bibliográfica, passando pela discussão sobre a Estética da Recepção e a noção de performance como recurso utilizado pelo grupo em questão.


Palavras-chave


Pentecostalismo, Performance, Estética da Recepção, Reforma.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1677-1222.2017vol17i2a7

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REVER - Revista de Estudos da Religião