A busca por relações de alteridade como manifestação do sagrado no espaço urbano do centro da cidade de São Paulo

Fernando de Oliveira Amorim

Resumo


A prática concreta da arquitetura e urbanismo representa expressões físicas de uma cultura através das experiências humanas no tempo e no espaço. Refletir sobre a “arquitetura dos espaços sagrados” convida à compreensão do sagrado manifestando-se no espaço urbano, pois, a partir da dimensão simbólica que a arquitetura e urbanismo representam, todo lugar possui significados, valores e sentimentos. Nesse espaço urbano pode-se observar a manifestação do sagrado enquanto sinônimo de vida e alteridade no centro histórico da cidade de São Paulo, considerado marco zero na formação da urbe.


Palavras-chave


Espaço urbano. Sagrado selvagem. Direito à cidade. Alteridade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1677-1222.2018vol19i1a2

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 REVER - Revista de Estudos da Religião