Migração e arquitetura dos espaços sagrados: religião e arquitetura na “catedral” do migrante nordestino em São Paulo, a experiência da migração e a reconstrução do sentido no CTN

Eulálio Figueira, Rafael da Gama

Resumo


Este artigo tem como objetivo fazer um estudo da arquitetura que pode ser observada na capela Imaculada Conceição, erigida em memória de Frei Damião e Padre Cícero, pelos seus devotos nordestinos, e que compõe o espaço socioarquitetônico do Centro de Tradições Nordestinas (CTN) no bairro do Limão, em São Paulo. Com o estudo sobre aquele lugar, compreender não apenas a função social da religião, mas também como a religião se oferece ao migrante e aquele que o recebe, enquanto fonte de aproximação e enquanto meio para preservação de lembranças e, deste modo, sustentar identidades que se constituem neste novo ambiente, onde a arquitetura desempenha papel de realce. Procuraremos entender como o espaço religioso eleito pelo migrante nordestino ganha uma estrutura arquitetônica diferenciada, em que são eleitos elementos simbólicos próprios para
representarem a religiosidade do migrante.


Palavras-chave


Espaço sagrado. Migração. Arquitetura. Memória religiosa

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1677-1222.2018vol19i1a4

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 REVER - Revista de Estudos da Religião