Arquitetura do rito: território e identidade indígenas na selva de pedra

Fernando Torres-Londoño, Maurício G. Righi

Resumo


Este artigo se organiza como princípio de reflexão sobre o papel central do rito como forma socialmente genética, fonte primeira de resistência cultural e sobrevivência religiosa. No caso dos indígenas brasileiros, o que chamamos de arquitetura do rito revela, em composição singular, sua capacidade ímpar de preservar culturas altamente ameaçadas de extinção. Manter-se culturalmente indígena em grandes metrópoles, como no caso da cidade de São Paulo, implica um envolvimento contínuo com saberes e práticas rituais disponibilizados por pajés. Por meio destes, o indígena se fixa simbólica e fisicamente num território que lhe é cosmologicamente hostil.


Palavras-chave


Arquitetura do rito. Indígena. Guarani. Cosmologia. Tekoa. Pajé. Etnocídio

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/1677-1222.2018vol19i1a5

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 REVER - Revista de Estudos da Religião