DA CADEIA DE AFEIÇÃO À DESFILIAÇÃO: CRIADOS DOMÉSTICOS EM SÃO PAULO NOS ANOS 1920

MARIA IZABEL DE AZEVEDO MARQUES BIROLLI

Resumo


Este artigo analisa os usos, e os abusos, que se fez de dois dispositivos jurídicos presentes nas legislações luso-brasileiras por mais de três séculos - a Tutela Dativa e o Contrato de Soldada – suporte legal de uma prática de longuíssima duração no Brasil, o de criar filhos alheios como criados domésticos. A hipótese dessa pesquisa é que a rede público-privada de criadagem que se formou no Brasil desde a Colônia entra em crise nos anos 20, porque não era mais capaz de cumprir suas funções de assimilar a infância pobre e trabalhadora, como fez no passado, e de responder às expectativas das famílias migrantes que mobilizavam o trabalho de todos os seus membros, e esperavam das famílias protetoras mais do que casa e comida como paga pelo trabalho dos filhos

Palavras-chave


Criado Doméstico; Tutela; Família

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2767.2018v63p316-349

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: