COMUNIDADES AFRICANAS: EXPERIÊNCIAS E VIVÊNCIAS NA CIDADE DE SÃO PAULO

SHEILA ALICE GOMES DA SILVA

Resumo


Neste artigo, pretende-se inicialmente, de forma didática e acessível, complexificar processos constitutivos da capital paulistana, para refletir sobre alguns sentidos e significados que permearam as ações investidas na busca pelo moderno idealizado. Apontando, por exemplo, como essa experiência, ancorada em valores eurocêntricos, foi atravessada por divisões e antagonismos raciais. Reconheceu-se, também, que os modos de vida colocados em prática pela modernidade estruturaram-se por meio da violência e do racismo para romper com aqueles que traziam à memória da elite a condição precedente da escravidão. Como resultado, as populações negras foram sumariamente excluídas, estigmatizadas e apartadas daquilo que se entendia por cidade.

Palavras-chave


Metrópoles, Fluxos migratórios, São Paulo, Africanos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2767.2018v6p8-46

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: