As convenções subjacentes ao regime de metas para inflação no Brasil

Lilian Nogueira Rolim

Resumo


O artigo analisa o regime de metas de inflação no Brasil a partir da abordagem de convenções de desenvolvimento discutida por Erber (2011, 2012), segundo a qual há, no país, uma convenção específica que se beneficia de um regime de altas taxas de juros e câmbio baixo. Isto leva a uma formulação relativamente rígida do regime de metas de inflação no Brasil, determinando seus altos níveis reais de taxa de juros. A experiência do governo Dilma de redução da taxa Selic a o que era no período um mínimo histórico revela o comprometimento desta convenção ao regime de altas taxas de juros, dado que não havia, no período, motivos técnicos contra a redução da taxa de juros. 


Palavras-chave


Regime de metas de inflação, convenções, taxa de juros, Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


ARESTIS, P. New consensus macroeconomics: a critical appraisal. The Levy Economics Institute of Board College, Working Paper No. 564, May, 2009.

ARESTIS, P.; PAULA, L. F. de; FERRARI-FILHO, F. A nova política monetária: uma análise do regime de metas de inflação no Brasil. Economia e Sociedade. Campinas, v. 18, n. 1 (35), p.1-30, Abr. 2009.

ARESTIS, P.; SAWYER, M. Inflation targeting: a critical appraisal. The Levy Economics Institute of Board College, Working Paper No. 388, 2003.

BALTAR, C. T. Inflation and economic growth in an open developing country: the case of Brazil. Cambridge Journal of Economics 2015, 39, 1263–1280.

BCB – Banco Central do Brasil. Ata do Copom, 161ª reunião, ago. 2011.

______. Regime de metas para inflação no Brasil. Série Perguntas Mais Frequentes. Jan. 2012.

BERNANKE, B., MISHKIN, F. Inflation targeting: a new framework for monetary policy? National Bureau of Economic Research, Working Paper 5893, Jan. 1997.

CARNEIRO, R. Desenvolvimento em Crise: a economia brasileira no último quarto do século XX. São Paulo: Ed. Unesp, 2002.

CURADO, M., OREIRO, L. J. Metas de inflação: uma avaliação do caso brasileiro. Indic. Econ. FEE, Porto Alegre, v. 33, n. 2, p. 127-146, set. 2005.

ERBER, F. S. The evolution of development conventions. Rev. econ. contemp. vol.16 no.1, Jan./Apr. 2012

______. As convenções de desenvolvimento no governo Lula: um ensaio de economia política. Revista de Economia Política, vol. 31, nº1 (121), pp. 31-55, jan/mar 2011

FARHI, M. Metas de inflação e o medo de crescer. Política econômica em foco, n. 4, maio/out. 2004.

______. O impacto dos ciclos de liquidez no Brasil: mercados financeiros, taxa de câmbio, preços e política monetária. Política Econômica em Foco, n. 7, p. 152-183, nov. 2005/ abr. 2006;

FRANCO, G. A crise e o juro: deslocar a curva. Valor Econômico, 14 de Setembro de 2011, A-14.

LOPREATO, F. L. Aspectos da atuação estatal de FHC e Dilma. In: CALIXTRE, A. B.; BIANCARELLI, A. M.; CINTRA, M. A. M. (Ed.). Presente e futuro do desenvolvimento brasileiro. Brasília: IPEA, 2014.

______. Caminhos da Política Fiscal no Brasil. São Paulo: Ed. Unesp, 2013.

MENDONÇA, H. F. de. A teoria da independência do banco central: uma interpretação crítica. Est. Econ., São Paulo, v. 30, n. 1, p.101-127, janeiro-março 2000.

MODENESI, A. de M. Regimes monetários: teoria e a experiência do real. Barueri: Manole, 2005.

MODENESI, A. de M.; MODENESI, R. L. Development conventions: theory and the case of Brazil in the latter half of the twentieth century. Journal of Post Keynesian Economics, 31, 1, 131-161, Sep., 2015.

NAKANO, Y. Finalmente a independência do BC. Valor Econômico, 13 de Setembro de 2011, A-15.

NEVES, A. L.; OREIRO, J. L. O regime de metas de inflação: uma abordagem teórica. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 29, n. 1, p.101-132, jun. 2008.

OLIVEIRA, G. C. de. Regime de metas para inflação: algumas lições a partir da experiência internacional. Economia & Tecnologia, ano 2, vol. 5, p. 49-61, abr./jun. 2006.

OLIVEIRA, G. C. de; ROLIM, L.; BLIKSTAD, N. Regime de metas para a inflação e medidas macroprudenciais: uma análise à luz da experiência brasileira recente (2008-2013). Revista Pesquisa & Debate, vol. 27, n. 1, p. 127-155.

SICSÚ, J. Teoria e evidência do regime de metas inflacionárias. Revista de economia política, vol. 22, n.1, p.23-33, jan./mar. 2002.

SERRANO, F. Juros, câmbio e o sistema de metas de inflação no Brasil. Revista de Economia Política, vol. 30, nº 1, jan-mar 2010.

SINGER, A. Cutucando várias onças com vara curta. Novos Estudos, 102, jul. 2015.




DOI: https://doi.org/10.23925/1806-9029.2018v30i2p52-73

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.