A MORTE E O CULTO AOS ANCESTRAIS NAS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS

Luís Cláudio Cardoso Bandeira

Resumo


O presente artigo, dentro da perspectiva dos Estudos Culturais, tem como ponto de partida, investigar, examinar e desenvolver algumas interpretações sobre a morte e seus mecanismos rituais presentes nas religiões afro-brasileiras, particularmente o Candomblé nas nações Iorubá, Fon e Bantu. Questionamentos acerca da origem ou criação da morte, bem como dos rituais funerários dedicados aos mortos, denominados de Axexê, Sirrum e Mukundu, se fazem presentes, recorrendo-se para isso aos itans; assim como a concepção de mundo, cosmovisão presente nos mesmos e a atualização destes pelo povo-de-santo que com cantos, danças, comidas e bebidas, celebram um ciclo religioso e vital que inicia-se no Borí, complementa-se com a feitura, tem continuidade com as obrigações temporais e fechando com o axexê o ciclo da vida das pessoas.

Palavras-chave


Vida e morte, Candomblé, Axexê, Ará-orum, Egum.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.