Síndrome cardiorrenal, renocárdica, ou...?

Enio Marcio Maia Guerra, Thaisa Minata Simabukuro

Resumo


O desempenho cardíaco e a função renal são estreitamente interligados tanto fisiologicamente quanto em situações de doença. A visão reducionista dos rins como simples filtros, sofrendo os efeitos danosos de uma bomba em falência, tem sido substituída pela compreensão das complexas interações entre estes dois órgãos. Ambos são reguladores de funções vitais como, por exemplo, pressão arterial, resistência vascular periférica, diurese, natriurese, homeostase do volume circulante, perfusão periférica e oxigenação tissular. Embora as primeiras descrições da entidade nosológica que envolvem estes dois órgãos tenham mais de 100 anos, só recentemente a síndrome cardiorrenal foi definida como uma desordem fisiopatológica na qual a disfunção aguda ou crônica de um órgão pode induzir disfunção aguda ou crônica no outro. Neste artigo revisamos as interações desta complexa simbiose rim-coração, tanto em condições fisiológicas como em situações patológicas.

 


Palavras-chave


síndrome cardiorrenal; síndrome renocárdica; anemia; insuficiência renal; insuficiência cardíaca

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.