Revisitando a fibromialgia: o desafio diagnóstico continua

José Eduardo Martinez, Laura Christina Martinez

Resumo


Fibromialgia é uma síndrome clínica caracterizada por dor musculoesquelética difusa associada a dor à palpação de áreas musculares circunscritas, conhecidas como pontos dolorosos. Atualmente, a teoria fisiopatológica mais aceita é que a fibromialgia é uma síndrome de amplificação dolorosa resultante do desequilíbrio entre os mecanismos de estímulo da transmissão dos estímulos dolorosos periféricos e aqueles de inibição. Os sintomas incluem dores musculoesqueléticas difusas, distúrbios do sono, fadiga, rigidez matinal de curta duração, sensação de edema, parestesias. A associação com outras síndromes de natureza funcional é uma constante. Entre elas pode-se citar depressão, ansiedade, cefaléia crônica e síndrome do cólon irritável. O diagnóstico é totalmente clínico. Os critérios publicados em 1990 pelo Colégio Americano de Reumatologia têm como objetivo a inclusão em estudos científicos. Recentemente esta mesma instituição publicou critérios preliminares para o diagnóstico e acompanhamento destes pacientes.

Palavras-chave


fibromialgia; qualidade de vida; diagnóstico; terapêutica

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.