Dissecção endoscópica da submucosa de coto retal de paciente com polipose adenomatosa familiar

Autores

  • Takashi Toyonaga
  • Marianne Torrezan Salesse
  • Thiago Arantes de Carvalho Visconti
  • Felipe Leonardo
  • Amanda de Carvalho Hipólito
  • Marina Oliveira de Matos Silva

Palavras-chave:

polipose adenomatosa do colo, ressecção endoscópica de mucosa, endoscopia

Resumo

Introdução: A Polipose Adenomatosa Familiar (PAF) é uma doença hereditária caracterizada pela presença de centenas de pólipos adenomatosos que se desenvolvem principalmente no colo e reto. Os pacientes com PAF acabam, em sua maioria, desenvolvendo adenocarcinomas. Para impedir a ocorrência de adenocarcinomas, são realizadas cirurgias de colectomia com coto retal remanescente ou proctocolectomia total com ileostomia. Objetivo: descrever a utilização da dissecção endoscópica da submucosa (ESD) como uma opção menos mórbida para o tratamento de lesões em coto retal, não passíveis de tratamento com polipectomia, após colectomia total. Metodologia: revisão de literatura. Relato de caso: Paciente do sexo masculino, 62 anos, em seguimento após colectomia total com confecção de bolsa ileal e ileorretoanastomose com ileostomia de proteção por PAF, realizou fechamento da ileostomia e apresentou recidiva dos adenomas do coto retal. Foi optado pela realização do ESD da lesão. A ressecção foi circunferencial de toda mucosa retal, desde a linha pectínia, abrangendo a área da anastomose ileorretal, sendo retirado, inclusive, os clipes metálicos da anastomose. A lesão foi retirada em monobloco e o procedimento ocorreu sem intercorrências. Dois meses após o ESD não há evidências de recidiva da lesão. O paciente apresenta subestenose anal pérvia para uma polpa digital não sintomática e realiza auto dilatação digital diariamente. Conclusão: O tratamento da recidiva adenomatosa no coto retal de pacientes submetidos a colectomia total permanece um desafio. O ESD apresenta excelentes resultados, sendo menos invasivo que a cirurgia convencional. Em nosso relato realizamos o ESD que evitou a realização da amputação anorretal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-11-28

Como Citar

Toyonaga, T., Salesse, M. T., Visconti, T. A. de C., Leonardo, F., Hipólito, A. de C., & Silva, M. O. de M. (2018). Dissecção endoscópica da submucosa de coto retal de paciente com polipose adenomatosa familiar. Revista Da Faculdade De Ciências Médicas De Sorocaba, 19(Supl.). Recuperado de https://revistas.pucsp.br/index.php/RFCMS/article/view/40271