“A Primeira Missa no Brasil” e “Independência ou Morte!” – A Construção da Imagética Mestiça do Império Brasileiro

Maria Lucia de Paiva Jacobini

Resumo


Este artigo tem como proposta uma discussão sobre o elemento da mestiçagem na composição da memória do período monárquico a partir das obras "A primeira missa no Brasil" de Victor Meirelles e "Independência ou Morte!" de Pedro Américo. O objetivo principal é debater como contexto da realização dessas obras permitiu a integração entre as normas neoclássicas, determinadas pela Escola Imperial de Belas Artes, e a formação de uma arte de misturas, aprendizado e, principalmente, diálogo, fenômenos mais condizentes com a América Latina. Este trabalho será baseado nas ideias de Gruzinski, Laplantine e Nouss sobre mestiçagem, Martín-Barbero, Canclini e Paz sobre a cultura da América Latina e Lotman com seus conceitos de memória, fronteira, textos e cultura.

Palavras-chave:  Mestiçagem; Memória; Victor Meirelles; Pedro Américo.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.