Mediação e política na era da reprodutibilidade em rede

Carlos Sandano

Resumo


Este artigo defende a necessidade de um reposicionamento da prática jornalística, onde o profissional da comunicação passa de intermediário da informação para intérprete das múltiplas realidades de um mesmo tecido social. Para além de uma idealização das mídias digitais como canais diretos de interlocução entre os grupos sociais, pensa-se na comunicação em sentido mais complexo, com várias camadas de mediação, proporcionando o diálogo político.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-6672

DOI 10.23925/1982-6672