Vozes em confronto no Núcleo Docente Estruturante de cursos de Letras: entre o prescrito e a prática institucionalizada

Jozanes Assunção Nunes

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar as reações-respostas de professores do Núcleo Docente Estruturante (NDE) de Cursos de Letras de uma universidade pública aos discursos consignados nos documentos oficiais da educação que dispõem sobre o Núcleo nas instituições de ensino, focalizando as relações de tensão existentes entre os discursos envolvidos na interação verbal. Os fundamentos da Teoria Dialógica do Discurso, de viés bakhtiniano, orientam o estudo, favorecendo o debate em torno das refrações e revalorizações dos discursos legais relacionados à criação do NDE no âmbito dos cursos de graduação. A análise dialógica revela que os enunciados dos sujeitos da pesquisa interagem com as vozes oficiais que determinam a criação do NDE e, de algum modo, são respostas a elas, tanto acolhendo-as, como também alterando-as, recusando-as, desprezando-as, num contexto em que os cursos de Letras seriam avaliados por comissões de avaliadores do Ministério da Educação.


Palavras-chave


Núcleo Docente Estruturante; Discursos oficiais; Discursos de professores; Dialogismo; Responsividade

Texto completo:

PDF PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.