O IMPACTO DAS AGÊNCIAS DE FOMENTO AO COMÉRCIO EXTERIOR NO VOLUME TOTAL EXPORTADO POR UM PAÍS

Aiman Mourad, Renato Augustowski

Resumo


Durante décadas os governos de diversos países têm buscado fomentar sua economia e criar mecanismos anti-crise. Seja por mecanismos econômicos tais como redução de taxa de juros, controle de câmbio, controle de compulsório e emissão/compra de títulos públicos; ou por mecanismos de apoio direto as indústrias tais como empréstimos subsidiados para empresas nacionais, empréstimo a setores específicos do país, investimento em infra-estrutura e investimento do governo em P&D -Pesquisa e Desenvolvimento. No Brasil o principal órgão responsável por mecanismos de apoio direto a indústria é o BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.Este trabalho irá demonstrar especificamente os mecanismos de apoio direto à indústria, buscando fomentar as exportações. Será abordado como o Brasil vem auxiliando seus exportadores, seja por financiamento, ou por mecanismos não financeiros.Este estudo também demonstrará como diversos países ao redor do mundo fomentam suas exportações, para ser possível entender o impacto que as agências de fomento têm sobre o total exportado. Dessa forma o estudo buscará responder as questões tais como a correlação que os mecanismos de fomento ao comércio exterior têm sobre o volume total exportado por um país e seu impacto sobre a estabilidade de crescimento das exportações.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo / PUC-SP. Rua Monte Alegre, 984. Cep: 05014-901. São Paulo - SP - Brasil. Faculdade de Economia e Administração (FEA), Departamento de Administração. Fone (11) 3670-8147. ISSN 1414-7394.