Reconstruindo as Ciências Normativas

Kelly A. Parker

Resumo


De 1902 em diante, Peirce considerava a estética, a ética e a lógica como “ciências normativas”, esferas interconexas de inquirição filosófica que constituem seu principal trabalho em teoria do valor. As ciências normativas fornecem a base para uma investigação teorética de questões sobre valor, independentes de interesses práticos. Porque as ciências normativas mantêm a notória insistência de Peirce no realismo, elas colocam seu pragmaticismo à parte do pragmatismo mais “nominalista” de James e Dewey. O artigo almeja esclarecer a idéia de Peirce das ciências normativas, mostrar como seu realismo se aplica à esfera do valor, e explorar suas visões da própria relação entre ciência e prática. A seção concludente sugere exemplos de como podemos entender o rico e inovador conceito peirciano de estética normativa.

Palavras-chave


Peirce; pragmatismo; pragmaticismo; teoria do valor; ciência normativa; estética; ética; lógica

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: