Medellín e a “Pastoral Popular”: a evangelização a partir da base

Hernane Santos Módena, Ney de Souza

Resumo


O artigo aborda de forma analítica o documento sobre a Pastoral Popular, produzido pela II Conferência do Episcopado Latino-Americano em Medellín – Colômbia. O Concílio Ecumênico Vaticano II foi a grande motivação para a reflexão do episcopado em Medellín, que teve por missão fazer a recepção dos seus documentos. Mais do que a letra, a tarefa maior era a de absorver e disseminar por toda a Igreja latina-americana o espírito de renovação eclesial e pastoral do Concílio. O texto evidencia como as inversões eclesiológicas presentes nos documentos do Vaticano II foram decisivas e fundamentais para uma nova relação da Igreja com o mundo contemporâneo. Na América Latina, Medellín, além de acolher as decisões da assembleia conciliar, também adotou o método utilizado pelo Concílio, sobretudo pela Gaudium et Spes, o ver-julgar-agir. Por meio da leitura dos “sinais dos tempos”, a realidade dos povos latino-americanos, principalmente a dos pobres e a dos que mais sofrem, pôde ser contemplada, questionada, iluminada pela Palavra de Deus e discernida, para, então, propor uma nova ação evangelizadora. Em Medellín, iniciou-se a descontinuidade de uma Igreja caracterizada por uma estrutura colonial verticalizada, para uma Igreja Povo de Deus, missionária e libertadora.

Palavras-chave


Medellín; Pastoral Popular; Vaticano II; Eclesiologia; Evangelização

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/rct.i93.41665

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Cultura Teológica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: