Religião e multiculturalismo: o diálogo como categoria central na teologia contemporânea

Celso Gabatz

Resumo


A partir da armação da globalização e do multiculturalismo como características denidoras da sociedade atual, o presente artigo destaca o diálogo como categoria fundamental da reexão teológica contemporânea. A crise econômica global remete a uma crise fundamental de relações do ser humano com sua realidade social. Impõe-se retomar o diálogo com base em novos paradigmas. O diálogo torna-se uma exigência para as diferentes tradições religiosas. O artigo busca compreender como nos últimos anos o pensamento teológico, tomando a categoria diálogo como eixo norteador tem evoluído do ecumenismo à teologia pluralista e como, neste movimento, se abrem novas perspectivas não somente para a reexão teológica, mas, sobretudo, para a construção de um novo paradigma ético global.

Palavras-chave


religião; globalização; multiculturalismo; diálogo

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERIGO, Giuseppe. História do Concílio Vaticano II. Tradução de Clóvis Bovo. Petrópolis: Vozes, 1996.

ALTMANN, Walter. O pluralismo religioso como desafio ao ecumenismo em América Latina. In: SUSIN, Luiz Carlos (org.) Sarça ardente. Teologia em América Latina: Prospectivas. São Paulo: Paulinas, SOTER, 2000.

ANDREOLA, Balduino A.; RIBEIRO, Mario Bueno. Andarilho da Esperança. Paulo Freire no CMI. São Paulo: ASTE, 2005.

BERGER, Peter; LUCKMANN, Thomas. Modernidade, pluralismo e crise de sentido: a orientação do homem moderno. Tradução de Edgar Orth. Petrópolis: Vozes, 2004.

BOFF, Leonardo. Die Kirche als Sakrament im Horizont der Welterfahrung. Paderborn: Verlag Bonifacius-Druckerei, 1972.

BURKE, Peter. Hibridismo cultural. Tradução de Leila Souza Mendes. São Leopoldo: Unisinos, 2003.

CONGAR, Yves-Marie. Igreja e Papado. Tradução de Marcelo Rouanet. São Paulo: Loyola, 1997.

FAGGIOLI, Massimo. “Gaudium et Spes” 50 anos depois: seu sentido para uma Igreja aprendente. São Leopoldo: IHU/UNISINOS, Ano XII, n.95, Vol. 12, 2015.

FERRETTI, Sergio F. Repensando o Sincretismo. São Paulo: EDUSP, 1996.

GABRIEL, Ingeborg. Erinnerung na die Zukunft: Das Zweite Vatikanische Konzil. Freiburg i. B.: Herder, 2012.

GEFFRÉ, Claude. Croire et interpréter: le tournant herméneutique de la thélogie. Paris: Cerf, 2001.

GIBELLINI, Rosino. A teologia do século XX. Tradução de João Paixão Neto. São Paulo: Loyola, 1998.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e Identidade. Tradução de Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

GUERRIERO, Silas. Novos Movimentos Religiosos. O Quadro Brasileiro. São Paulo: Paulinas, 2006.

HALL, Stuart. A identidade cultural da Pós-Modernidade. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva & Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

___________. Da diáspora – identidades e mediações. Tradução de Adelaine Resende; Ana Carolina Escosteguy; Cláudia Álvares; Francisco Rüdiger e Sayonara Amaral. Belo Horizonte: UFMG, 2002.

HERVIEU-LÉGER, Daniele. O peregrino e o convertido – a religião em movimento. Tradução de João Batista Kreuch. Petrópolis: Vozes, 2008.

LIBÂNIO, João Batista. Teologia da libertação: roteiro didático para um estudo. São Paulo: Loyola, 1987.

KNITTER, Paul E. Introdução a Teologia das Religiões. Tradução de Luiz Fernando Gonçalves Pereira. São Paulo: Paulinas, 2008.

KÜNG, Hans. Teologia a caminho: Tradução de Hans Jörg Winter. Fundamentação para o diálogo ecumênico. São Paulo: Paulinas, 1999.

__________ . Para que um Ethos Mundial? Tradução de Alfred Keller. São Paulo: Loyola, 2005.

MATOS, Henrique Cristiano José. Introdução à história da igreja. Belo Horizonte, O Lutador, 1997.

MONTERO, P. & ALMEIDA, R. “O campo religioso brasileiro no limiar do século: problemas e perspectivas” In: RATTNER, H. (org.). Brasil no limiar do século XXI. São Paulo: EDUSP, 2000.

MOREIRA, Alberto da Silva. O futuro da religião no mundo globalizado: painel de um debate. In: MOREIRA, Alberto da Silva; OLIVEIRA, Irene Dias de (Orgs.). O futuro da religião na sociedade global: uma perspectiva multicultural. São Paulo: Paulinas, 2008.

OLIVEIRA, Rui A. Costa. Esforços no diálogo ecumênico, inter-religioso e intereclesial. Revista Lusófona de Ciências das Religiões, ano IV, n. 7-8, p. 141-160, 2005.

ORO, Ari Pedro. In: SILVA, V.G. da. Intolerância Religiosa: impactos do neopentecostalismo no campo religioso afro-brasileiro. São Paulo: EDUSP, 2007, p. 29-70.

PALÁCIO, Carlos. Trinta anos de teologia na América Latina. In: L.C.SUSIN (Org.). O mar se abriu: trinta anos de teologia na América Latina. São Paulo: Loyola/SOTER, 2000.

RIVERA, Dario Paulo Barrera. Fragmentação do sagrado e crise das tradições na pós-modernidade. In: TRASFERETTI, José (Org.). Teologia na Pós-modernidade. São Paulo: Paulinas, 2003. P. 437-464.

SEMPRINI, Andréa. Multiculturalismo. Tradução de Loureano Pelegrin. Bauru: EDUSC, 1999.

SINNER, Rudolf von. Teologia pública no Brasil. Um primeiro balanço. Perspectiva Teológica, Belo Horizonte, ano 44, n. 122, p. 11-28, jan./abr. 2012.

STEIL, Carlos Alberto. Pluralismo, Modernidade e Tradição: Transformações no Campo Religioso. Ciencias Sociales Y Religión, Porto Alegre, año 3, n. 3, out. 2001, p. 115-129.

TAYLOR, Charles. Multiculturalismo. Tradução de Marta Machado. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

VIGIL, José Maria. Por uma espiritualidade pluralista da libertação. In: BARROS, Marcelo; TOMITA, Luiza Etsuko (orgs.). Teologia latino-americana pluralista da libertação. São Paulo: Paulinas, 2006.

VISSER’T HOOFT, W. A. The Genesis and formation of the World Council of Churches. Genebra: CMI, 1982.

WORLD COUNCIL OF CHURCHES. Disponível em: https://www.oikoumene.org Acesso em: 12 de maio de 2015.




DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i86.24012

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: