Identificação precoce da deficiência auditiva

Rachel Raca, Maria Cecília Bevilacqua

Resumo


A deficiência auditiva traz dificuldades na vida de uma criança, principalmente no que se refere ao desenvolvimento psicossocial, emocional e de linguagem. As deficiências auditivas moderadas e leves, geralmente decorrentes de problemas de ouvido médio, também devem ser pesquisadas.
Atualmente, são recomendados o registro de alto-risco para a deficiência auditiva, a triagem auditiva com procedimentos de observação de respostas de orientação ao som e a triagem impedanciométrica, para a identificação de problemas auditivos em crianças pequenas.
Este trabalho descreve a experiência da disciplina “Conservação da Audição em Crianças de 0-2 anos de Idade”, do curso de Fonoaudiologia da PUC-SP, que durante o período de um ano realizou a pesquisa de auto-risco para a deficiência auditiva, a triagem auditiva e impedanciométrica, em crianças de 5 meses a 2 anos de idade em dois Centros de Saúde da capital paulista.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.