Caminhos e descaminhos da terapia fonoaudiológica (uma reflexão sobre a clínica em Distúrbios da Comunicação)

Luiz Augusto de Paula Souza

Resumo


Analisando a prática fonoterapêutica, elege algumas das suas características mais comuns: supremacia dos aspectos anátomo-fisiológico, cognitivas e lingüísticas estruturais; a cisão do processo terapêutico em dois: avaliação diagnóstica e terapia propriamente dita; a entrada de elementos externos ao paciente no processo terapêutico como subfatores que servem como instrumentos para o terapeuta etc. O presente artigo procura discutir os significados e desdobramentos desse tipo de prática clínica através de análise crítica dos seus fundamentos.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.