As referências da fala e suas implicações para a terapia fonoaudiológica

Susanna Fongaro Levorin

Resumo


Depois de uma breve introdução sobre o sistema nervoso central, suas eferências, aferências e reaferências, realizamos a descrição das reaferências importantes para a fala – a auditiva, a proprioceptiva e a tátil. A seguir, analisando cinco tipos diferentes de terapia para distúrbios articulatórios (dislalias, disfonologias etc.) – a estimulação auditiva, as palavras-chaves, a aproximação progressiva, a colocação fonética e a modificação de outros sons -, os relacionamos aos três tipos de feedbacks descritos, com o intuito de conscientizar o terapeuta sobre a importância de uma terapia holística.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.