Considerações sobre situações de brinquedo e a linguagem em crianças portadoras de paralisia cerebral

Suelly Cecília Olivan Limongi

Resumo


O objetivo do presente estudo é apresentar o trabalho desenvolvido com crianças portadoras de paralisia cerebral no sentido de observar e analisar as atitudes frente ao brinquedo, do ponto de vista do desenvolvimento cognitivo e de linguagem, dentro da visão construtivista.
Nosso interesse advém do fato de se usar atividades lúdicas durante o trabalho com a comunicação oral desses pacientes sem considerar-se, muitas vezes, a função que o brinquedo pode assumir em tais situações. Dessa forma, acaba-se por relegar a planos de menor importância a relação ação-solução de problemas-comunicação que ocorrem de forma rica em situações menos estruturadas dentre de uma sessão de terapia.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.