Alguns aspectos da fisiologia do ouvido e o impacto do ruído

Thais Catalani Morata

Resumo


O sistema auditivo não é igualmente sensível para todas as freqüências que estão dentro dos limites em que ele é capaz de atuar – na faixa de 20 a 20.000Hz. Sua atuação encontra-se representada na curva de audibilidade mínima, e pode ser em grande parte atribuída às característica de resposta do ouvido externo e médio. Essas características – anatômicas e funcionais – do ouvido externo e médio serão discutidas, bem como a atuação dessas estruturas na presença de ruídos intensos. A contribuição que a testagem do reflexo estapediano pode favorecer a programas de conservação auditiva será abordada. O ouvindo interno também será discutido, com ênfase aos mecanismos básicos envolvidos nas lesões decorrentes da exposição a ruído e as características que fazem a porção basal da cóclea tão susceptível à referida exposição.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.