A história de um caso de afasia: uma direção semiótica para o pensar fonoaudiológico

Paulo E. Mendes, Alessandra Felice, Maria M. C. Arquata, Miriam A. Nadolny, Nilmara G. Zanon, Tahia V. R. Rivas

Resumo


Preocupados em compreender, no nosso trabalho fonoaudiológico com afásicos, o quadro sintomático e o processo de (re)organização da linguagem, acreditamos que a consideração da história destes sujeitos seria o único modo de nos depararmos com esta subjetividade.
Estando permeado de signos individuais – como coloca Vygostsky -, o dizer do sujeito a respeito de sua própria História demonstra, na realidade, as relações que são mantidas nesta nova conduta lingüística, e mais, o processos que estão envolvidos no desenvolvimento terapêutico.
Neste trabalho, a partir da análise de um caso de afasia, percebemos que os signos individuais acabavam sendo privilegiados, pelo fato de poderem ser retomados de forma mais direta do que os significados cristalizados na cultura.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.