A linguagem do envelhecer: saúde e doença

Ana Lúcia Tubero

Resumo


A linguagem do idoso tem sido considerada e estudada geralmente a partir das alterações decorrentes de processos patológicos, quer sejam as síndromes afásica, quer sejam as síndromes demenciais, sendo que os estudos relativos à linguagem do idoso no envelhecimento normal são ainda incipientes. O objetivo deste artigo é discutir o perfil da linguagem do idoso, fruto de um método que não leva em conta a heterogeneidade entre adultos idosos em seu desempenho cognitivo e lingüístico. Tal método sugere um declínio na linguagem e na comunicação do idoso. A partir da crítica a essa metodologia propõem-se estudos de caso único, longitudinais que talvez possam evidenciar não as perdas e o declínio, mas, sim, as diferenças e transformações na linguagem decorrentes do processo de envelhecimento normal.

Palavras-chave


linguagem; discurso; envelhecimento.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.