Algumas reflexões sobre a terapia da voz

Maria Laura Wey Märtz

Resumo


Este artigo apresenta três diferentes perspectivas para a compreensão da voz, procurando esclarecer algumas de suas implicações na práxis fonoaudiológica. As perspectivas aqui discutidas são: clínico-organicista, supra-segmental lingüística e clinico-terapêutica. Dentro desta última, especial ênfase é dada à escuta que o terapeuta realiza, de modo a propiciar ao paciente autonomia para a elaboração de conhecimentos relativos à sua própria voz e aos usos que dela faz.

Palavras-chave


terapia de voz, oralidade, clínica fonoaudiológica.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.