Acompanhamento audiológico de crianças com indicadores de perda auditiva

Silvia Nápole Fichino, Elisa Pereira Meyer, Dóris Ruth Lewis

Resumo


A integridade do sistema auditivo é fundamental para o desenvolvimento da linguagem oral. É importante que as crianças com perdas auditivas possam ser identificadas, diagnosticadas e tratadas, para que possam ter o melhor desenvolvimento de fala. As crianças que possuem algum indicador de perda auditiva têm maior probabilidade de portar uma deficiência auditiva. Portanto, é de fundamental importância que a audição destas crianças seja testada o mais rapidamente possível, após a alta hospitalar. O principal objetivo deste trabalho foi estudar a audição de crianças com indicadores de perda auditiva até dois anos de idade, por meio do registro das Emissões Otoacústicas Evocadas Transientes (EOAET), avaliação comportamental e timpanometria. Foram avaliadas 32 crianças, encaminhadas de três maternidades da cidade de São Paulo. Os indicadores de risco para perda auditiva mis encontrados foram: permanência em isolete, ototoxicidade e muito baixo peso. Tivemos cinco crianças com atraso no desenvolvimento da função auditiva, sendo todas prematuras. Das 64 orelhas somente em 7 o exame não foi realizado, sendo estes os casos de insucessos na realização do exame das EOAET. Assim, a combinação desses testes mostrou-se eficiente no acompanhamento destas crianças.

Palavras-chave


audição, indicadores de risco para perda auditiva, emissão otoacústica, crianças.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.