EPI: uma questão a se pensar!

Mariana de Almeida Scoton, Mariza Ribeiro Feniman, Marisa Paranhos Netto, Elisa de Biase Hopman

Resumo


A proposta deste trabalho foi investigar o uso efetivo, o uso parcialmente efetivo, assim como o não uso do protetor auditivo por trabalhadores expostos a níveis de pressão sonora elevados e relacionar o perfil audiológico desses trabalhadores ao tempo de exposição a ruído ocupacional. Foram registrados dados de anamnese com ênfase no uso do protetor auditivo, tempo de exposição a ruído ocupacional atual e/ou anterior, associado à análise de audiogramas de trabalhadores expostos a níveis de pressão sonora elevados.


Palavras-chave


equipamento de proteção individual (EPI), perda auditiva induzida por ruído (PAIR), ruído ocupacional.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.