Alterações de voz e gagueira: problemas de linguagem?

Maria Laura Wey Märtz

Resumo


Três perspectivas explicitam as relações entre voz e linguagem na clínica fonoaudiológica: produção orgânica de som, elemento suprasegmental ou prosódico e constituinte inalienável da interação verbal. A gagueira é apresentada como contexto específico de tais relações. Nas duas primeiras, a voz é suporte para a expressão oral.Na terceira perspectiva a voz é considerada constituinte inalienável da linguagem, o que implica compreender que problemas e alterações, ainda que orgânicos, vão se manifestar quando se busca dizer algo a alguém. A polifonia e intersubjetividade características da linguagem mostram-se como vozes prioritariamente em dissonância nas alterações de voz ou na gagueira.Portanto, é esse confronto de vozes, vivido cotidianamente, que se apresenta como foco da terapia, de modo que a negociação de sentidos torne possível uma expressão verbal oral viva e com todas as tonalidades de que necessite, inclusive as alteradas.

Palavras-chave


voz; gagueira; linguagem

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.