Análise da extensão de sentenças e o efeito da prática na realização de um teste de leitura labial

Beatriz Mendes, Beatriz Caiuby Novaes

Resumo


O efeito da extensão das sentenças e o efeito da prática (aquisição de experiência ao longo do teste) na realização de um teste de percepção visual de fala foram investigados no desempenho de doze sujeitos ouvintes, falantes do inglês, expostos a cinco séries de doze sentenças. Todos eles apresentavam níveis de audição normal e visão normal ou corrigida para normal. O objetivo desta pesquisa foi quantificar o efeito do comprimento da sentença quando sujeitos ouvintes, inexperientes, são expostos à tarefa de leitura labial sem informações sobre seu desempenho. Também foi examinado o efeito da prática ao longo da realização de um teste, que pode ocorrer quando leitores labiais (speechreaders) inexperientes são expostos repetidamente a uma tarefa de leitura labial. As duas variáveis foram examinadas em relação ao sexo. Com relação ao número de palavras corretas, não foi encontrado nenhum efeito significativo sobre o efeito da prática, porém encontrou-se um efeito significativo sobre a extensão da sentença, sendo que sentenças mais curtas foram identificadas com mais exatidão que as sentenças mais longas.

Palavras-chave


leitura labial; efeito da prática; extensão da sentença

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.