A importância do ambiente no desenvolvimento do recém-nascido pré-termo

Jaqueline A. Pêgo, Suzana M. Maia

Resumo


Este artigo baseia-se na dissertação de mestrado O trabalho realizado em UTIP com bebês prétermo e suas mães: contribuições ao método clínico-fonoaudiológico (Pêgo, 2005). O objetivo é apresentar os aportes teórico-práticos que têm sustentado a intervenção fonoaudiológica junto ao recém-nascido pré-termo, durante a sua internação em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP) até a alta hospitalar, especificamente no que diz respeito à necessidade de acolher a mãe para que ela possa cuidar de seu bebê. Destaca a necessidade do fonoaudiólogo na equipe neonatal para a compreensão e o tratamento das dificuldades alimentares do recém-nascido pré-termo e de sua condição de alto risco para problemas no desenvolvimento e na constituição do vínculo mãe/bebê. Os pressupostos teóricometodológicos que embasaram este estudo advêm das articulações estabelecidas entre fundamentos da Neurociência, da Psicanálise winnicottiana, do Tratamento Neuroevolutivo-“Conceito Bobath” e da Teoria Síncrono-ativa, importantes para a compreensão do trabalho fonoaudiológico voltado ao recémnascido de risco. Foi destacada a importância da mãe como primeiro ambiente de um bebê, fundamental, portanto, em sua constituição como pessoa. Pode-se concluir que esse tipo de trabalho fonoaudiológico exige que o profissional esteja sintonizado com o bebê, com a mãe e também com a equipe hospitalar. Nessa perspectiva, é possível acolher a dupla mãe/bebê, humanizar o ambiente de UTIP e favorecer ao pequeno paciente que conquiste as aquisições desse período inicial da vida.

Palavras-chave


prematuro; alimentação; relação mãe/bebê; Neurociência

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.