Análise do perfil funcional de comunicação de um grupo de mães e crianças com síndrome de Down

Letícia Viana Pereira, Erika Maria Parlato Oliveira

Resumo


Introdução: As características genéticas não predizem nem determinam o grau de eficiência do uso da linguagem pelo sujeito. As influências do meio são de extrema importância no desenvolvimento da linguagem. Na síndrome de Down (SD) o desenvolvimento da linguagem é uma das condições prejudicadas. Objetivo: Verificar o desempenho comunicativo de mães e crianças com SD, por meio do Perfil Funcional da Comunicação. Métodos: Estudo analítico transversal; descrição de atos e funções comunicativas. Participaram desta pesquisa 30 crianças de cinco a dez anos, de ambos os sexos. A coleta de dados ocorreu a partir de uma situação espontânea de interação entre mãe e filho. Posteriormente realizamos uma análise para traçar o perfil comunicativo dos envolvidos. Resultados: As crianças realizaram em média 10 atos comunicativos por minuto; o meio comunicativo mais utilizado foi o “gestual” e as funções comunicativas mais frequentes foram “reconhecimento do outro”, “comentário” e “jogo”. As mães realizaram 12 atos em média por minuto; utilizaram-se mais do meio comunicativo “verbal”, e as funções comunicativas mais frequentes foram: “comentário”, “pedido de ação” e “pedido de informação”. Conclusão: Após verificação do perfil funcional da comunicação das mães de crianças com SD, foi possível observar que este se modifica diante da dificuldade linguística dos filhos. Acredita-se, também, que orientações terapêuticas devem ser dadas para favorecerem o desenvolvimento efetivo da linguagem na SD no meio familiar.

 


Palavras-chave


linguagem infantil; Síndrome de Down; relações familiares.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.